Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Advogado da Marcha da Maconha ingressa com HC preventivo e denuncia parlamentares

0

do portal ClickPB

Para evitar as agressões e prisões que aconteceram durante a Marcha da Maconha do ano passado, os organizadores do evento resolveram ingressar com um habeas corpus preventivo na Justiça estadual, com o objetivo de garantir a saída da marcha, pelas ruas do Centro Histórico da Capital. A Marcha da Maconha acontece no próximo dia 3 de maio.

Conforme o advogado da marcha, Américo Almeida, também foi dado entrada em um requerimento na Procuradoria Geral de Justiça, para checar possíveis hostilidades que alguns participantes estejam, por ventura, sofrendo. “Alguns vereadores e deputados estaduais, como Nivaldo Manoel e Geraldo Amorim, partiram para agressão pura e simples. O que estamos fazendo não é apologia às drogas. Queremos, sim, levar o debate com o mínimo de civilidade possível”, denunciou Américo.

Ele disse também que o habeas corpus é baseado no princípio do livre pensamento e do direito a reunião de pessoas, como está previsto na Constituição Federal. “Queremos ainda um salvo conduto da Justiça, para que nenhum membro da Marcha da Maconha seja molestado pela polícia durante a manifestação.”