Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Ativismo

0

Em entrevista a ÉPOCA, o jornalista britânico Misha Glenny, autor do livro McMáfia, que aborda as ligações do crime organizado no mundo, diz que é preciso descriminalizar a droga por um período para saber se as conseqüências serão tão ruins como se imagina.

Por: Rafael Pereira, de Paraty (RJ)

Autor do livro McMáfia, Uma Viagem pelo Submundo Global, um dos mais completos estudos sobre as ligações do crime organizado pelo mundo, o jornalista britânico Misha Glenny veio ao Brasil especialmente para a Feira Literária Internacional de Paraty (Flip). Junto com Guilherme Fiuza, blogueiro de ÉPOCA que escreveu Meu nome não é Johnny, ele participou de um debate sobre crime e violência. Um dia depois do encontro com Fiuza, em entrevista a ÉPOCA, o escritor disse que é “uma situação estúpida” proibir o uso de entorpecentes diante da facilidade de obtê-los para consumo próprio. Glenny sugere uma experiência: “Vamos começar legalizando uma droga que sabemos que causa menos danos sociais, a maconha. Legalizamos por cinco anos e vemos se o mundo vai mesmo desabar à nossa volta. Se isso não acontecer, vamos repetir a dose com outros tipos de narcóticos.”

Leia a seguir a íntegra da entrevista com Misha Glenny. (more…)