Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Em solidariedade ao secretário Beltrame, ofendido no YouTube

0

do blog Repórter de Crime
por Jorge Antonio Barros

Em solidariedade ao secretário Beltrame, ofendido no YouTube
Apesar de o secretário de Segurança José Mariano Beltrame ser o principal avalista da política do governo do estado, de confronto pelo confronto nas favelas, contra a qual sempre me manifestei…

Apesar de ele ainda não ter conseguido implantar uma filosofia que consiga fazer os policiais entenderem que eles são os principais beneficiados por uma prática policial que respeite direitos humanos…

Apesar de ele ainda não ter conseguido resolver o problema de cobertor curto da polícia – que favorece a ação de assaltantes e latrocidas, e põe o assalto a transeuntes numa curva ascendente…

Apesar de ele ter admitido que não conseguiria mais trazer de volta os policiais civis e miliares cedidos a órgãos públicos…

Apesar de ele manter um comandante-geral da PM que comete uma série de arbitrariedades com seus próprios policiais e não está nem aí para a transparência…

Apesar de ele ainda não ter inaugurado o novo Instituto Médico Legal, que iria tratar de forma digna os seis mil corpos vítimas de homicídios que por lá passam anualmente…

Venho por meio deste post prestar total solidariedade ao secretário de Segurança do governo do estado, José Mariano Beltrame, que foi ofendido de maneira sórdida num reggae postado no YouTube por um blog de defensores da legalização da maconha. A reação ocorreu apenas porque o secretário afirmou, de modo equilibridado e sem qualquer sinal de histeria, que os usuários de drogas fazem parte da cadeia que alimenta o tráfico. Eu sempre tive o cuidado de não responsabilizar o usuário de drogas dessa forma porque acredito que a questão também precisa ser vista sob o ponto de vista da saúde pública. Mas o secretário também não disse nenhuma mentira.

Embora eu seja contra a legalização de drogas ilícitas, fui um dos primeiros a sair em defesa da liberdade de expressão, quando a Marcha da Maconha foi suspensa pela Justiça, porque eu acredito em liberdade do pensamento. Mas com respeito pelas pessoas e pelas autoridades. Nossas divergências e críticas não devem faltar com o respeito a ninguém. Se queremos a paz e somos contra a violência, devemos prezar sempre pelo equilíbrio e pela responsabilidade em nossas denúncias e acusações.

Se não, que assumam que são criminosos e amam o crime. Assim fica mais fácil para a sociedade saber com quem está lidando.

Post Scriptum: Leia o que o secretário disse, que motivou a reação dos defensores da maconha:

Beltrame:

Eu entendo que o usuário de drogas está dentro de uma ca- deia. Ele tem uma participa- ção importante assim como o produtor, o fornecedor, o transportador, o vendedor. Es- sas pessoas brigam pelo di- nheiro. E de onde sai esse di- nheiro? De quem consome. Quem consome tem que pagar e naquelas áreas nobres paga,

e paga muito bem.