Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Blog Archive » Entrevista com o advogado preso na Marcha do Rio

0

O advogado e tradutor Gustavo Castro Alves, preso sob a acusação de apologia das drogas, tornou-se um dos personagens principais do evento e, quase sem querer, conseguiu espaço para expor suas idéias sobre legalização e liberdade de expressão:

– A livre expressão começa na família. Meus pais sempre me deram abertura. É muita ingenuidade achar que o consumo de drogas não existe. Mais do que legalizar, tem que educar, dar informação para as pessoas decidirem o que é certo ou errado – disse Alves, de 26 anos, que diz ter agido por instinto. – A indiferença por si só já é uma violência. ( Assista a íntegra da entrevista do advogado )