Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Blog Archive » Para cineasta, miséria não é a causa da violência no país

0

O DIRETOR DE “Tropa de Elite”, José Padilha, 40, disse ontem, em sabatina promovida pela Folha, não concordar que a miséria seja a causa da violência no país, pensamento que vê como “padrão” no Brasil. Segundo ele, cidades com índices sociais piores do que o Rio são menos violentas. “Então, existe no Brasil algum processo que converte miséria em violência.”

O cineasta criticou declarações do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), segundo o qual a legalização do aborto ajudaria a reduzir a criminalidade. Padilha, que foi sabatinado pelo editor de Cotidiano, Rogério Gentile, e pelos colunistas Marcelo Coelho, Barbara Gancia e Gilberto Dimenstein, contou que já fumou maconha e defendeu a descriminalização das drogas. Ele fará um filme que pretende retratar a corrupção política no país -”O Corruptólogo”.

O FILME PREGA QUE A VIOLÊNCIA POLICIAL É MAL NECESS