Marcha da Maconha – Brasil 2009 » Justiça proíbe marcha da maconha em Fortaleza

0

A Justiça determinou a proibição da Marcha da Maconha em Fortaleza, programada para este domingo, no aterro da Praia de Iracema. O pedido foi feito pelo Ministério Público Estadual, que entrou com uma liminar na 1ª Vara de Delitos de Tráfico e Uso de Substâncias Entorpecentes. A juíza titular, Lígia Andrade de Alencar Magalhães, encaminhou, na noite da última quinta-feira, um ofício à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) pedindo que sejam tomadas as providências para impedir a realização da passeata.

No ofício, segundo o secretário-executivo da SSPDS, Nival Freire, a manifestação é chamada de ilícita. Ele informa que hoje haverá uma reunião na sede da Secretaria para definir as estratégias que serão adotadas para impedir a passeata. “O Ministério Público considera a marcha uma apologia ao crime. Como tem ordem judicial proibindo, (a Polícia) pode intervir”, explica. A reunião contará com representantes das Polícias Civil, Militar e Federal e da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC).

Um dos organizadores da marcha, Laércio Avelino, conta que soube da proibição pela imprensa. Ele informa que entrou com um pedido de habeas corpus preventivo para garantir o direito do grupo de manifestar. Laércio argumenta que a intenção não é fazer apologia à maconha e sim defender sua descriminalização. “A gente vai realizar (a manifestação)”.

A marcha, realizada anualmente em várias cidades do Brasil, também foi proibida em outras capitais, como Salvador, São Paulo e João Pessoa. A droga é considera ilícita no Brasil.

O POVO tentou ouvir a procuradora-geral de Justiça do Estado, Socorro França, mas até o fechamento desta edição ela não atendeu seus telefones celulares e fixos.

Fonte: Jornal O POVO