Marcha da Maconha – Brasil » Organizações

0

10/12/09

Tradução Coletivo DAR

Como foi informado anteriormente, o Conselho de Segurança da ONU abordou a questão do tráfico de drogas como “uma ameaça à segurança internacional, em 8 de Dezembro. A nota de imprensa que saiu da discussão foi publicada pela UNODC.

Escritório das Nações Unidas contra a droga e o delito (ONUDD), 9 de Dezembro: Os Estados foram chamados a fortalecer a coperação internacional “sobre a base de uma responsabilidade comum e compartilhada de luta contra o problema mundial das drogas e atividade delitivas correlatas”. O Conselho de Segurança, em 8 de Dezembro, centrou-se na questão do tráfico de drogas como uma ameaça à paz e à segurança internacionais. O Ministro de Relações Exteriores de Burkina Faso, Bédouma Alain Yoda, cujo país ocupa a presidência do conselho, destacou o “impacto devastador” do tráfico de drogas, em especial na África.

Leia mais…

13/11/09

do G1

A alta comissária da Organização das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay, disse nesta sexta-feira (13) ter encontrado “marginalização” de índios e negros no Brasil. A secretária criticou ainda a violência nas cidades brasileiras e ligou este fato à discriminação. A secretária visitou a Bahia e o Rio de Janeiro nesta semana e faz um balanço de sua viagem em Brasília.

Para a alta comissária, a “marginalização” fica visível ao olhar os altos cargos no Executivo brasileiro. Ela destacou não ter encontrado indígenas entre os comandantes do país e ter visto poucos negros, como o ministro da igualdade racial, Edson Santos. Ela destacou o fato de mesmo na Bahia, onde a população de negros é de três quartos do total, a presença deles em altos cargos ser pequena.
Leia mais…

22/10/09

do Cidade do Futebol

O presidente da entidade afirmou que para que a maconha deixasse de ser doping, primeiro é preciso que se mude a lei, uma vez que ela é considerada uma droga

Na última semana, o pedido da Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro) solicitando a retirada da maconha da lista das substâncias consideradas doping causou polêmica.

No Brasil, Rubens Approbato, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), se disse contrário à retirada da substância daquilo que é considerado doping e mostrou repudia à proposta.
Leia mais…