Paraná | Marcha da Maconha – Blog

0

Por Mariana Serafini, de Foz do Iguaçu, especial para o Vermelho

Estudante uruguaia afirma que se decepcionou com o comportamento do brasileiro em relação à maconha.

A Marcha da Maconha em Foz do Iguaçu começou pontualmente às 16h20, cantarolando o clássico de Bezerra da Silva, “vou apertar, mas não vou acender agora”, os manifestantes seguiram em direção à Praça da Paz. Universitários, sociedade civil organizada, profissionais liberais, famílias inteiras (com direito a cachorro e tudo) participaram da atividade que fomenta o debate para a legalização da maconha no Brasil.

Diferente das tantas outras marchas que aconteceram no Brasil no domingo (26), em Foz do Iguaçu a passeata contou com a presença não só de brasileiros, mas de estudantes vindos de vários países da América Latina, entre eles, Argentina, Chile, Paraguai, Peru, Uruguai, e Venezuela. O ato teve pouco mais de 1 quilômetro de extensão e encerrou com uma grande festa no gramado da Praça da Paz, onde cada um pode expressar sua opinião e justificar sua presença na atividade.
Leia mais…