Utilizando O Blog Da Marcha – Marcha da Maconha

0

QUOTE(Flavio Campos @ 04/03/11 – 12:49) Feito!Deve ter ido um e-mail com a senha. QUOTE(bolonhas @ 04/03/11 – 12:55) Marcha Florianopolis foi criado para nós mas nunca conseguimos usar o blog o email tudo em ordem ! , nem tenho mais a senha e tal , mas temos pessoas dispostas a colaborar com este trampo ! poderia reativar e reenviar esta senha !

E se possivel fazer um para a o [email protected] que tem uma galera mobilizada para isso !

O usuário „Marcha florianpolis” foi deletado e criei „florianopolis” – pra manter um padrão.Os dados também devem ter sido enviados para o [email protected]…Pra além dos usuários e acessos – que é mais uma tarefa minha resolver – temos que pensar também nas dinâmicas destes usos – que é tarefa coletiva.Logo de cara, vejo dois grupos distintos de usuários: 1) Indivíduos; 2) Coletivos; e 3) Cidades – Como organizamos isso?Atualmente não há nenhum tipo de critério quanto a utilização do portal, ou pelo menos, não temos nenhum tipo de acordo objetivo e público nesse sentido. Portanto, eu não teria legitimidade nenhuma para impedir qualquer pessoa que me peça um usuário no Blog ou no fórum. Se o fizer, será completamente arbitrário e autoritário da minha parte – defendo muito que o coletivo não coloque na mão de uma unica pessoa esse tipo de poder e possibilidade, é perigoso!As coisas mudam, as pessoas mudam, os movimentos mudam… nos cabe garantir a segurança pra esse processo!É necessário que se construam acordos públicos e democráticos, no sentido de dar algum tipo de orientação, critério ou dinâmica de utilização destas ferramentas – que, como disse, são o que temos de „registro público”.Ter acesso às contas do portal (blog, moderação do fórum etc.) é ter acesso aos posicionamentos políticos tomados como referência pela opinião pública e pela opinião jurídica. O potencial de cagada é grande… temos de, coletivamente, nos proteger de entrar em enrascadas.Que tipo de conteúdo – tem algo que não pode? tem algo que queremos?Quem pode controlar esses usuários?Queremos restringir conteúdos ou direcioná-los? (eu quero direcioná-los, de modo a evitar problemas e não cercear a opinião de ninguém)Quais são as reais e as fictícias preocupações nesse cenário?Força, paz e bem,Pintolico